• Thiago Andrade

Indication Presents – KISS (1974)

Atualizado: 1 de Set de 2020

Em ritmo perfeito com o rock’n roll!

Fala Brothers, tudo tranquilo por aí?! Quem já está acostumado aos posts de indicações de álbuns já imagina que eu vá pedir pra você sentar na melhor poltrona, ligar a vitrola do Spotify e por um copo da sua melhor bebida, mas hoje o rolê é diferente!  Hoje meus amigos, vamos falar da banda que te faz querer agir (se é que me entende), faz qualquer coisa ficar mais interessante! 

Já falei sobre um álbum de 1974 por aqui, o lendário “Crime Of The Century” do Supertramp, porém hoje vamos tratar de uma vertente completamente diferente: o álbum “KISS” é a obra de estréia de uma das maiores bandas de Rock’n Roll da história desse universo!

Na década de ’70 por muita influência dos Beatles o rock tomou muitas formas diferentes, correndo para lados mais psicodélicos, tons mais melancólicos, e caminhos mais dançantes, e é nessa parte que o Kiss entra junto com diversas outras bandas de hard rock na época.

Era um estilo sendo formado com riffs de guitarra marcantes, pegada dançante, e vocais mais rasgados. Sendo assim tivemos o surgimento dessa banda pra lá de autêntica, em um álbum que mostraria ao mundo o que é rock’n roll. Não vou fazer um faixa a faixa mas gostaria de destacar algumas músicas que mudaram a minha vida mesmo que essas sejam até clichês, hahahaha!

A primeira coisa que você vai ouvir tocar play será uma das viradas mais icônicas já feitas por um bateria em uma introdução, em uma mixagem um tanto nostálgica, “Strutter” é uma música muito marcante e cheia de riffs feitos tanto nas guitarras quanto no baixo, aliás, o Gene Simons (Baixo-Vocal) mandava bem demais no machadão. “Cold Gin” é a quarta faixa do Disco, nela você vai encontrar um baita riff de guitarra, e a levada do baixo e da batera é de uma vibe muito dançante, assim como todo o álbum.

Sobre “Deuce” e “100,000 Years” eu nem preciso falar muita coisa, essas são como Strutter, a cara do Kiss, dá pra sentir claramente a influência dessas músicas no restante da sua carreira.

A obra em tudo é boa, mas a música que mais me agrada tem aquele dedinho do progressivo, só pra dar o rumo na composição, “Black Diamond” é uma música muito bem construída, é complexa e mesmo assim mantém a verdadeira face do Kiss muito presente, diria que a batera é o elemento principal da música e também um elemento muuuito importante para o disco. É normal que a bateria seja muito importante temos apenas 5 instrumentos na banda rsrs. Mas o ponto que quero chegar, é que mesmo com as guitarras na cara, Peter Criss (Batera) tinha seu momento sempre bem intenso em cada música.

Enfim, Brother, no caso deste Álbum indico que convide alguns amigos e família para um churrasco, esse seria o momento ideal para ouvi-lo. Bom…. eu já vou ficar por aqui, espero que ouça essa belezura aí!  Deixe seu comentário!  Valeu!

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Indication Presents – Crime Of The Century (1974)

O disco mais subestimado da história do Rock. Fala Brother! Bora trocar uma idéia sobre música?! Estava eu de boas tempos atrás afim de ouvir um disco daqueles de arrepiar a espinha, resolvi escolher

Indication Presents III – Concrete and Gold (2017)

“Uma obra prima improvável para o momento.” Quando falamos de música nos dias de hoje, o Rock n’ Roll (puro mesmo), quase não está em pauta. Sempre que vamos falar sobre uma música ou um álbum, voltam

Indication Presents II – Led Zeppelin IV (1971)

PARE, SENTE-SE, OUÇA, SINTA. ISSO É LED ZEPPELIN IV Fala Brothers! Vim escrever um pouco sobre, na minha humilde opinião, uma das maiores obras de arte da história. Isso mesmo meus amigos, vamos falar

RECEBA AS NOVIDADES

© 2020 por Westfran Experience. Criado com Wix.com